23 janeiro 2014

Eu quero: Marcadores de páginas diferentes e criativos


Como você costuma marcar as páginas dos seus livros? Usa a contracapa, pega aqueles marcadores de papel cartão que dão nas livrarias ou vai na coragem e faz uma marca dobrando a página onde parou de ler? Assumo que eu faço uso das duas ultimas alternativas, agora a terceira. :( É, eu sei. Às vezes dá um dó enorme só de pensar em dobra a página de um livro e acabar amassando sem querer. 


Se você assim como eu é apaixonado por esse universo literário e tem todo um apreço sentimental pelos seus livros com certeza vai adorar o trabalho da arquiteta que diz ter se encontrado em trabalhos artesanais, Olena Mysnyk que teve o seu trabalho incomum reconhecido mundialmente graças à internet.


Em seu tempo livre, Olena diz que ama criar coisas incomuns e que façam as pessoas sorrirem. E foi com essa ideia que ela começou a trabalhar com madeira desenhando sapatos e botas, criando pequenos objetos de decoração até chegar aos marcadores de livros e enfeites para celular que conquistaram um público enorme independente de idade. Afinal de contas, o bom gosto é algo atemporal. 


Independente de como você faça o importante é marcar a página para não se perder da continuação daquela leitura gostosa antes de dormir. Atualmente, Olena mora em Kiev, capital da Ucrânia. E se você gostou da dica e quiser saber um pouquinho mais sobre o trabalho dela ou onde adquirir um marcador deste é só acessar a loja online. Fiquei sabendo que entregam até para o Brasil. Eu quero um, e vocês?
06 janeiro 2014

Playlist: Para começar o ano dançando ♪


O ano já começou com tudo e se você assim como eu ainda tá ai se espreguiçando na cama depois de ter virado a noite pondo em dia as temporadas daquela série que você adora ou ainda não criou coragem para pôr ordem naquela bagunça que está a casa depois das festas de final de ano, já está mais do que na hora de acordar. Acorda, lava o rosto, toma um bom café e põem a preguiça e o lixo pra fora.

Porque o tempo, não espera pela gente não. E quanto o assunto e dar energia ao corpo e reanimar a alma não há nada melhor do que uma boa música. Seja pra cantar, dançar e rebolar na frente do espelho (tudo bem não tem ninguém olhando), ou criar coragem e colocar ordem nas pendências da vida. 

Afinal de contas, tudo é mais bonitinho quando se tem uma trilha sonora. E para começar o ano literalmente dançando preparamos uma pequena playlist para você dançar e dar replay quantas vezes quiser. Vamos lá? 8)



E ai, deu pra conhecer alguns cantores e bandas novas também, né? Popular song e Awolnation já entraram para a minha lista de músicas favoritas...
02 dezembro 2013

❝ Porque quem ama vive.. ❞


Nem tudo no amor é valido, mas também nem tudo é tristeza e horror. Uma vez me disseram que amor e sexo podem servir apenas de diversão para alguns, eu penso que o certo deva ser se divertir com quem se ama, e me disseram que para não sofrer é preciso: desligar as emoções. Talvez quem tenha me dito isso estivesse completamente errado ou no fundo estivesse cheio de meia garrafa de álcool e bastante razão.

Mais vai chegar uma hora que você vai encontrar alguém que vai te xingar, vai jogar coisas em você e na primeira briga você vai sair correndo, mas depois essa pessoa vai te abraçar e vai enxugar as suas lágrimas. E por mais que você não vá ter esse alguém do seu lado a vida toda, naquele momento você vai sentir algo dentro de você, onde o mundo lá fora parece não existir mais, e só o que vai importar, é aquele momento, é você ali naquele canto deitado com aquela pessoa, fazendo assim, os dois virarem apenas um ser só.

Não sei o porquê, mas isso veio a minha mente durante mais uma madrugada de insônia, e então comecei a escrever! No momento eu não estou amando ninguém, apenas sobrevivendo. Será que fiz a escolha certa? Bem, eu escolhi amar a mim mesmo, só acho mais valido nos dias de hoje. Porque quem ama vive e quem não ama, apenas sobrevive. Afinal de contas a graça da vida é viver sem razão e tem coisas como o amor que não precisam de justificativas. Sobretudo, o amor próprio. 
26 novembro 2013

❝ Teoremas sem sentido sobre a vida ❞


Nunca fui de cobiçar veemente o que jamais me pertenceu, mas devo confessar que sempre tive certa inveja do desprendimento de algumas pessoas e da sua facilidade em desapegar do mundo ao seu redor, das pessoas que nada lhe acrescentam e dos problemas superficiais que no fim das contas fazem todo o sentido do mundo. 

Sabe, ultimamente viver tem se tornado um problema. Onde para a maioria das pessoas o sentimento de empatia parece ter saído de moda desde o verão passado e a antipatia tem tomado conta do povo pelas ruas. Feelings is the new black e o branco virou cinza misturado a neblina. Mas tudo bem, ninguém se importa. E hoje em dia parece que o amor é o que pouco importa.

Vejo jovens tão velhos e velhos tão jovens que se misturam entre gerações onde o amor de verdade tem entrado em extinção sem um aviso prévio e andar de mãos dadas parece ser clichê demais para quem está sempre com tanta pressa a ponto de avançar o sinal vermelho. Minha avó sempre dizia que alguns acidentes podem ser evitados caso se queira chegar em casa antes mesmo do entardecer.

E hoje eu vejo como nada na vida é fácil de se explicar, imagine então de sentir ou 
"se entender". Carrego comigo até hoje dores de problemas e paixões que foram difíceis de se resolver. Mas, a pergunta é: Quem realmente se importa? 

Se você souber responder esta pergunta, continue caminhando e não desista agora. Acredite, nessa vida poucas coisas fazem sentido e você parece estar indo pelo caminho certo. Você é a única pessoa que você pode ser. Você mesmo. Não é?
09 novembro 2013

❝ Uma carta para o passado.. ❞


É noite. Minhas mãos estão tremulas, meu corpo todo treme. Embalado em uma rede puída de confusões e problemas que parecem não ter fim. Há dias venho segurando minhas lágrimas por que chorar não adiantaria. Droga, logo agora que tudo parecia estar indo bem. É, mas uma vez só parecia e eu já estou cansado de viver aprisionado a aparências. As pessoas se preocupam muito com a casca, sabe? E eu já estou cansado disso.

Mal sabem elas como as aparências enganam, mas só quem se vê aprisionado em um casulo sabe como é se sentir borboleta sem asas e não poder voar. Não poder ser feliz. Não poder viver. E se eu pudesse voar, já teria encontrado você. É difícil aceitar que você se foi, algumas pessoas continuam me julgando, principalmente os seus amigos que acham que a culpa do acidente ainda foi minha. Mas hoje eu vejo que as pessoas mudam e a dor causa algumas transformações, na maioria das vezes, necessárias a elas.

Os últimos dias sem você não tem sido nada fáceis, por um momento cheguei a pensar que eles realmente tivessem razão e por isso resolvi escrever essa carta pra você. Meu corpo todo voltou a doer, as cicatrizes fervilham enquanto brilham e depois de tentar cobrir os hematomas notei que eles vinham de dentro para fora. Antes mesmo de alguém ir lá enxugar o sangue e pressionar o dedo sobre a ferida, antes mesmo de começarem a doer.

Meu coração parece estar necrosado, se não fosse pelos batimentos involuntários que ainda sinto dentro do peito. Como você mesma sempre soube eu tenho o péssimo habito de sofrer calado e pôr as pessoas em risco. E se eu pudesse mudar o passado, colocaria esse meu egoísmo de lado e me impediria de conhecer você.

Mesmo sacrificando tudo que vivemos. Passado, presente e um futuro que planejávamos sem ao menos ter noção do que poderia acontecer. Nosso amor, nossas recordações, nós e agora apenas eu com essas lembranças que somente você poderia entender. Teria dito o quanto eu te amo e naquela noite de chuva te pediria pra ficar só um pouquinho mais ou te impediria de sair antes de você pegar a estrada voltando pra casa dos seus pais.

A vida muda o tempo inteiro e eu gostaria de um dia poder olhar para trás e perceber que finalmente fiz o que era certo, não para mim, mas para você. É como canta Leoni naquela canção: “De que adianta você saber o quanto eu sinto? Se minha dor vai ser mais problema que solução.” Sei que se você estivesse aqui nesse momento estaria sussurrando no meu ouvido para que eu não deixasse meus medos me paralisarem. Sei também que certas coisas jamais devem ser ditas, mais me desculpa, só não sei como seguir em frente sem você.

Se eu pudesse voltar atrás gostaria de levar comigo quem eu sou hoje, sem controvérsias, apenas tentando acertar como todo mundo e tentando não atrapalhar os outros. Hoje eu sei que a diferença está nas nossas escolhas, por que mais cedo ou mais tarde elas despencam em cima de você.

Neste mês de novembro o Depois Dos Quinze está completando 5 anos e para comemorar esse mês tão especial a Bruna Vieira em parceria com a Editora Gutenberg lançou um sorteio especial onde um dos desafios é escrever uma crônica com o tema: "mudar o passado". No final do mês ela e a editora irão analisar os textos e escolher as 5 melhores crônicas. Além dos ganhadores receberem exemplares do seu livro De Volta Aos Quinze de presente, terão seus textos publicados no blog Depois Dos Quinze e no site da Gutenberg. Legal, né? Este foi o meu texto que escrevi especialmente para o concurso. Espero que vocês gostem e me ajudem compartilhando (por favor) pelas redes sociais.
09 outubro 2013

Aperte Play: Ouça "Alive" o novo álbum de estúdio da Jessie J ♪


Desde que foi ao ar o vídeo da campanha “Quero ser um correspondente Kipling!”, tenho recebido muitas mensagens no twitter e a maioria delas com a mesma dúvida. Qual é o nome da música de abertura que toca no vídeo da campanha? Quem canta? E hoje venho acabar de uma vez por todas com todo esse mistério. Antes de montar o vídeo precisávamos escolher uma trilha sonora que combinasse com o mesmo e quando o assunto é música quem sempre me ajuda é o Olivio Mansour, e foi ele quem me mostrou a música "Sexy Lady" lançada a algumas semanas atrás e que além de contagiante, toca na abertura do vídeo da nossa campanha e faz parte de "Alive" o segundo álbum de estúdio da cantora Jessie J.


As músicas que tocam ao longo do vídeo da nossa campanha são "Sexy Lady", "Alive" que ficou como música de fundo durante as apresentações e "Square One" que finaliza o vídeo. O álbum já foi lançado a algumas semanas atrás e para divulgação do mesmo Jessie gravou dois vídeo clipes para os singles "It's My Party" que é uma das minhas canções favoritas e "Wild". Ao todo são 17 músicas, entre elas, duas canções extras, "Hero" que faz parte da trilha sonora do filme "Kick Ass 2" e "Magnetic" que integra a trilha sonora do filme "Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos.", que farão parte da edição deluxe do álbum. Segue abaixo uma playlist que preparei com todas as músicas seguindo a ordem do cd, então é só apertar play e começar a dançar.



E aí, qual das músicas vocês mais gostaram? Só acho que "Sexy Lady" merece um clipe.. :-D
03 outubro 2013

Para inspirar na hora de decorar: Caixas, paletes e sustentabilidade!


Não é de hoje que abordamos o tema "sustentabilidade" aqui pelo blog, seja através dos posts de decoração ou pelas dicas de customização que sempre damos para vocês repaginarem aquele seu velho jeans. Mais, que a ideia de transformar o velho em novo reaproveitando o que iria muitas vezes para o lixo está na moda não é nenhuma novidade. Na dica rápida de decoração de hoje trouxemos para vocês uma seleção de ambientes e várias ideias de decoração com um pezinho na sustentabilidade.


Quando o assunto é decoração devemos usar e abusar da nossa criatividade, fazendo coisas novas e criando algo diferente para dar uma outra cara para qualquer ambiente da casa. Tendo criatividade e bom gosto, podemos economizar aquela graninha que já estávamos guardando e esbanjar no estilo transformando caixotes e paletes que antes eram encontrados em supermercados e feiras por aí e hoje em dia podem fazer parte dos cabides, mesas, prateleiras, painéis para parede, estrados que viram sofá ou cama e outras peças que dão um charme a decoração da sua casa.


Tendências sustentáveis são a nova onda dessa estação e peças como estas que citamos vocês podem encontrar em qualquer lugar, o foco é pensar antes de decorar e usufrui ao máximo da imaginação. Pintar, lixar, parafusar e investir no "faça você mesmo" com dedicação em alguns minutos pode transformar aquele cantinho antes preto e branco em cor, gerando para outras pessoas inspiração. 


E vocês? Já investiram alguma vez no “faça você mesmo” quando o assunto é decoração galera? Fiquei tão inspirado fazendo este post chega comecei a viajar em frente a tela do computador imaginando como seria ter uma mesinha de centro e um painel de paletes na sala, fiquei apaixonado pelo toque rústico e ao mesmo tempo moderno que eles dão ao ambiente. Achei uma graça!! :-D